Contadores de partículas para combustível

O combustível é menos viscoso do que o óleo. Em fluidos de baixa viscosidade, as partículas caem para baixo e formam um sedimento no fundo do frasco (sedimentação). Algumas partículas também podem ficar grudadas durante a armazenagem e se tornar grandes aglomerados (aglomeração). Antes de a amostra ser analisada por instrumentos de laboratório, ela precisa ser preparada com a energia necessária para dispersar as partículas no líquido. Antes de realizarmos a medição, a amostra deve ser adequadamente preparada para a análise. No caso de medições online, a preparação da amostra não é totalmente obtida, uma vez que o líquido é retirado na sua forma física original durante a operação. Para evitar o fenômeno da sedimentação e aglomeração durante a medição, os contadores de partículas para a análise de combustível são equipados com características especiais, melhor adaptados aos requisitos específicos da condição de monitoramento de combustíveis.

Para a análise de Combustível de Aviação, a PAMAS desenvolveu o contador portátil PAMAS S40 AVTUR, podendo ser usado para a análise de amostras individuais e online. O sistema é compatível com o método de análise IP 577 do Instituto de Energia de Londres e a norma DEF STAN 91-91 do Ministério de Defesa Britânico.

O combustível que possui água livre pode ser analisado com o contador online PAMAS S50DP. Este instrumento é equipado com um sistema de diluição integrado que continuamente adiciona certa quantidade de solvente de baixa viscosidade a amostra principal, antes da medição. Sem a diluição prévia, a água livre presente no combustível nos levaria a falsos resultados. No PAMAS S50DP, as gotas de água da amostra de combustível são dispersas no solvente adicionado, não sendo assim detectadas como partículas durante a medição online subsequente.